Início » Umbanda e Orixás » Cores das Velas dos Orixás no Candomblé: O Significado de Todas!

Cores das Velas dos Orixás no Candomblé: O Significado de Todas!

Cores das Velas dos Orixás no Candomblé: O Significado de Todas!

Em outro artigo falamos sobre as cores e funções das velas, neste veremos as cores das velas dos Orixás no Candomblé e o significado de todas elas.

Embora o uso de velas se faça mais em religiões Afro Brasileiras, teremos no catolicismo o uso de velas com a mesma finalidade, ou seja, materializar, conectar com a espiritualidade.

Afinal quando acendemos uma vela e a oferecemos para uma entidade espiritual, estamos naquele momento criando uma conexão e solicitando ajuda através da chama.

No Candomblé assim como na Umbanda, usamos várias cores que representam nossos Orixás e entidades de trabalho, porém, existe uma diferença entre as cores e suas utilizações que veremos neste artigo.

Mas uma coisa é comum para ambas religiões, o uso da vela branca, que pode ser usada para qualquer Orixá ou entidade de trabalho, quando não temos em mãos a cor de vela específica.

O significado das cores das velas dos Orixás no Candomblé

O significado das cores das velas dos Orixás no Candomblé

As velas são utilizadas em todos os trabalhos de Candomblé ou Umbanda para firmeza das forças da casa e de seus médiuns.

Porém, também são usadas para:

  • Recolher energias ruins;
  • Pedir por ajuda e proteção;
  • Para a solicitação de um trabalho ( abertura de caminhos, cura de uma doença);
  • Recolhimento de um espírito sofredor e direcionamento.

Por isso, e por ter várias utilizações, cada cor de vela foi atribuída a um Orixá ou linha de trabalho, entre as religiões existe uma pequena diferença entre as cores que veremos neste artigo.

Vela Branca

A vela branca é considerada a vela coringa, isto porque pode ser usada para qualquer Orixá ou entidade de trabalho quando não se tem a cor específica, mas no geral é usada para Oxalá e Anjos de Guarda.

Podemos ainda usá-la para recolhimento e direcionamento de espíritos sofredores, isto na Umbanda.

Vela branca é para Paz, proteção, sustentação.

Vela Preta

A vela preta pertence aos Exus e Pombo Giras (neste caso vermelha e preta), é utilizada para firmar as forças e pedir proteção.

Preta e branca usamos para os Pretos Velhos, Obaluayê e Omulu.

Além disto, a vela preta tem o poder de atrair toda energia negativa que esta em um ambiente ou em uma pessoa, e recolher para um local de esvaziamento.

Leia também: 27 Pedras de Cada Orixá na Umbanda: Iansã, Ogum, Oxum, Iemanjá, Oxóssi

Vela Amarela

A vela amarela pertence na Umbanda para Mãe Iansã, mas é usada no Candomblé para Mãe Oxum.

O amarelo representa o ouro, a riqueza, a fortuna.

Na Umbanda além de usarmos para Mãe Iansã, usamos para a linha os Boiadeiros.

Vela Vermelha

A vela vermelha na pertence, na Umbanda, ao Pai Ogum, mas no Candomblé para Mãe Iansã.

Podemos ainda usá-la para as Pombo Giras.

A cor vermelha representa força e energia.

Vela Roxa

Esta é a cor que representa Nanã Buruquê, Orixá mais velha que carrega consigo a decantação do mal, a evolução.

A cor roxa esta ligada ao mistério, magia e espiritualidade.

Vela Azul

A vela azul clara pertence à Mãe Iemanjá, os Ibejis e linha dos marinheiros ( na Umbanda).

Podemos em alguns terreiros ter as velas azul e branca oferecidas para Mãe Iemanjá que as aceita.

No caso dos Ibejis ( Cosme e Damião) as velas são azul com rosa, ou apenas um vela azul e outra rosa, na falta destas velas pode-se usar a branca.

A cor azul favorece a paz, a concentração.

Vela Rosa

A vela na cor rosa é usada para os Ibejis, Cosme e Damião, ou Eres no Candomblé.

A vela rosa pode ser traçada com azul e rosa ou apenas rosa. Portanto, ambas servem perfeitamente.

A cor rosa favorece a alegria, a inocência, a energia que vem de uma criança.

Vela Laranja

Esta vela é usada para a linha dos Ciganos e acendemos para Santa Sara Kali, em alguns terreiros esta cor é usada para Mãe Iansã e Mamãe Oxum.

A cor laranja esta ligada a criatividade, uma cor que promove a revitalização cerebral e emocional.

Vela Dourada

A vela dourada não é muito usada na Umbanda. Porém, em alguns terreiros esta ligada a Mamãe Oxum e Mãe Iansã.

Esta vela é muito usada em trabalhos de magia do fogo, onde sua função é o recolhimento de energias ruins.

O dourado esta ligado a cor do sol que ilumina e clareia, mas também com a prosperidade e sucesso material.

Vela Lilás

A vela lilás pode ser usada para Nanã Buruquê, Pai Omolu e Pai Obaluayê.

Na Umbanda as cores de Pai Omulu e Pai Obaluayê são velas brancas e pretas, meio a meio, mas podemos usar apenas branca.

A cor lilás tem o poder da transmutação, consegue transformar o negativo em positivo

Leia também: 4 Simpatias com Vela Branca para Amarrar Homem e Virar Cabeça

Como posso acender uma vela corretamente no Candomblé?

Acendendo uma vela corretamente

É preciso que se saiba para qual Orixá ou entidade esta acendendo a vela e sua cor de preferência, porém, caso não tenha a vela da cor pode usar uma branca no lugar.

A cor da vela não tem de fato muita importância( guardadas suas devidas proporções), se pensarmos na grandiosidade da espiritualidade.

Ou seja, isto significa que seremos atendidos pelas entidades e Orixás mesmo que a vela seja branca! Isto, pois o que de fato importa é o que sentimos e pedimos enquanto acendemos a vela.

Portanto, se precisa acender uma vela, se esta precisando de ajuda, ou se quer agradecer por algo, e não tem a cor de vela que representa aquela entidade, use a branca e coloque todo o seu coração no pedido, seja humilde.

O ideal é que se acenda em um lugar calmo, sempre acima da cabeça e seguro para que não haja acidentes, como o de pegar fogo na casa.

Mas, se a vela for para Exu ou Pombo Giras o ideal é acender no chão, e se possível do lado esquerdo de quem entra em sua casa.

As cores das velas dos Orixás no Candomblé servem para o mesmo que na Umbanda?

Velas no Candomblé e Umbanda

Apesar de haver uma diferença na forma de cultuar os Orixás e entidades de trabalho, o Candomblé e a Umbanda guardam algumas regras em igualdade.

Uma delas é o uso de velas em seus trabalhos, podemos até encontrar uma diferenciação em algumas cores, mas teremos sempre a mesma intenção.

Ou seja, de firmar as forças dos Orixás, das entidades de trabalho, dos médiuns para fortalecimento da casa onde os trabalhos vão acontecer.

Se Ogum é firmado com a vela azul no Candomblé ou vermelha na Umbanda, isto não fará a menor diferença na atuação e proteção de nosso Pai Ogum, que continuará a vencer as demandas e proteger as nossas casas espirituais de todas as demandas enviadas.

E então, conseguiu esclarecer todas as suas dúvidas? Sabemos que as cores das velas nos Orixás no Candomblé podem ser várias, porém todas elas possuem um importante papel.

Porém, caso não tenha alguma delas, pode simplesmente se limitar a usar uma vela branca. Falamos isso, pois a vela branca serve para todas as entidades e todos os pedidos.

Não importa se quer fazer um pedido de ajuda para o amor, sorte, saúde ou dinheiro. A vela branca é generalista e vai ajudar você em qualquer pedido ou situação. Sendo assim, não hesite em usar ela!

Salve a Umbanda! Salve o Candomblé! Sarava!

Leia também: Significado da Chama da Vela: Alta e Forte, que Chora e Treme

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *