Início » Umbanda e Orixás » 3 Normas de um Terreiro de Umbanda: Regras importantes

3 Normas de um Terreiro de Umbanda: Regras importantes

Normas de um Terreiro de Umbanda: Regras importantes

Existem algumas normas de um Terreiro de Umbanda e regras importantes que devem ser seguidas para que tenhamos, ainda que de longe, uma “unificação” dentro da Doutrina.

Apesar de sabermos que cada Terreiro de Umbanda segue seus próprios conceitos, que são determinados por seus princípios morais e éticos, algumas regras foram estabelecidas.

Mas isto não quer dizer que todos fazem da mesma forma! Todos seguem o conceito, mas o fazem da forma especifica de cada Terreiro, e já explico.

A vestimenta do umbandista é branca, ou seja, toda roupa é branca, calça, camiseta ou bata, saia e pano de cabeça. E usamos tanto para as giras da direita como para as da esquerda.

Porém, em algumas casas quando a gira é da esquerda costuma-se trocar a roupa de trabalho usando o preto e vermelho, ou ainda roupas específicas de cada Exu ou Pombo Gira.

Está errado?

Não, pois não existe nada na Doutrina que diga que não se pode usar branco para todos os trabalhos, ou que precisamos estar de preto e vermelho para as giras da esquerda.

Mas apesar das diferenças a regra é que umbandista veste branco, se irá trocar de roupa nas giras de esquerda, é cada terreiro que decide, levados é claro pelo entendimento do dirigente da casa, ou Pai de Santo.

3 Normas (regras) importantes de um Terreiro de Umbanda

Normas importantes de um Terreiro de Umbanda

Existem algumas regras ou normas que além de importantes são aplicadas em todas os Terreiros de Umbanda, ainda que de uma forma diferente.

Pedir a Benção dos Pais e Mães de Santo, isto é regra e existe em todas as casas! Uma casa o filho pode pedir a benção apenas beijando a mão dos Pais de Santo, em outras talvez, tenham que se deitar no chão, para só depois beijar as mãos.

Sendo assim e de que forma for, esta é uma regra que é para todos. Nenhum umbandista começa um trabalho ou entra em um terreiro para trabalhar, sem antes pedir a Benção de seus Pais.

1) O que não podemos esquecer de fazer

Apesar de não existir um manual único e destinado ao que pode ou não pode fazer dentro de um terreiro ou para ser um umbandista, algumas coisas ficam claras, até por se tratar de conceito moral e ético, respeito eu diria.

  • Banhos de defesa: isto é obrigatório, já que acumulamos em nosso corpo energias que são densas. E que além de atrair energias negativas ainda dificulta a aproximação do nosso guia de trabalho.
  • Vestimenta: não podemos ir trabalhar com qualquer roupa que temos. A roupa do Santo como chamamos, precisa ser branca (depende da casa e da gira em questão). E, para além disso, única para aquele fim! Ou seja, não podemos usar a camiseta que usamos nos trabalhos para ir para uma balada, ou usar em casa.
  • Firmeza das forças: o médium não pode ir para um trabalho de Umbanda sem ter firmado suas velas de proteção! Tanto para a direita Orixás e Guias, quanto para a esquerda Exus e Pombo Giras. Porém, isso pode mudar de terreiro para terreiro. O terreiro pode ter um lugar reservado para o médium fazer suas firmezas, sem precisar fazer antes de sair de casa.

Podem parecer coisas complicadas, mas a verdade é que deve cumprir essas regras em qualquer Terreiro de Umbanda. Então, tem de estar preparado(a) para tudo isso!

2) O que devemos fazer

De maneira idêntica ao descrito acima, quero apenas reforçar que cada casa terá as suas regras e que não existe um único protocolo.

  • Estar preparado para o trabalho do dia: isso é obrigação do médium, ele precisa saber com qual linha de trabalho irá trabalhar naquele dia. Porque ele precisa levar as “coisas” do guia, como por exemplo: bebida, fumo, ferramentas de trabalho ( lenço, punhais, velas, rosas, fitas, etc.). Em alguns terreiros as bebidas e ferramentas ficam na casa, e não existe portanto a necessidade de levar e sim de repor quando acaba.
  • Orações: a corrente mediúnica é responsável pela sustentação dos trabalhos. Por isso é preciso que se proteja e eleve seus pensamentos em oração para que tudo aconteça de forma positiva durante os trabalhos. E estas orações podem ser feitas no início e ao longo do dia, e não apenas no momento da gira.
  • Alimentação leve: no dia da gira é bom que se coma pouco ou que se coma alimentos leves. Pois, como trabalhamos com energias se estivermos com o estomago cheio ou com alimentos de difícil digestão, podemos atrair energias negativas ou o que seria ainda pior, não conseguir incorporar nossos guias. Portanto se for possível faça sua última refeição horas antes da gira.

Pode parecer algo complicado, mas a verdade é que essas normas são aplicáveis em qualquer Terreiro de Umbanda sério. Então, esteja preparado(a) para seguir tudo isso.

3) Não beba e se mantenha conectado com a espiritualidade

Por fim, das regras básicas e aplicadas em todos os terreiros guardando suas diferenças, não use bebida alcoólica no dia de trabalho.

Apesar do álcool ter sua função dentro dos trabalhos de Umbanda como fonte de facilitação para a incorporação. Já que a maioria dos médiuns por serem conscientes não permitem a atuação do guia, a bebida só deverá ser consumida no momento do trabalho, e nunca antes.

Além disto, procure um momento do dia em que vai ter gira, para meditar e se conectar com seus Orixás e Guias de trabalho. Peça força, determinação, honestidade e segurança em seus trabalhos.

Leia também: 17 Características de quem tem Pomba Gira Maria Mulambo das Almas

As regras do Terreiro de Umbanda são apenas para quem quer começar?

Regras de Terreiro de Umbanda

Não apenas para os umbandistas como também para qualquer outra coisa em nossas vidas, se não houver regras não existe uma unidade.

Por isso, se sua missão e compromisso é com a Umbanda! Você vai sim precisar seguir as regras da casa, isto porque apesar de algumas regras fazerem parte da Umbanda, o umbandista precisa aceitar e seguir as regras da casa em que esta entrando.

Talvez provavelmente, você ainda vá mudar muito de terreiro até encontrar o “seu”, digo isso porque as regras mudam de casa para casa, e para se fazer um bom trabalho você precisa estar de acordo com elas.

Em alguns terreiros você vai descobrir que a forma como eles tratam os Exus não esta correta, ou não esta correta aos seus olhos, e isso fará com que você perca a vontade de fazer parte daquela corrente.

Mas, vale aqui lembrar que todos nós somos falhos e estamos aqui para aprender, portanto, aprenda e siga em frente, não existe a casa perfeita, porém alguns por menores podem ser superados.

Leia também: Padê de Pomba Gira: Ingredientes e como Preparar Esta Oferenda

Para virar Umbandista, devo seguir sempre essas regras?

O que foi dito aqui neste artigo é o básico do básico, existem muitas outras normas e regras a serem seguidas, e se quiser ser um umbandista vai sim precisar seguir as regras do Pai de Santo de sua casa.

Entretanto, se não concordar com as regras daquela casa, poderá buscar por outra, mas procure antes entender melhor o que é a Umbanda, o que fazemos em um trabalho em uma gira, estude sobre os Orixás e entidades de trabalho.

Se não souber o que esta buscando, nunca encontrará, e para aceitar regras é preciso entender o porque delas existirem, é preciso saber que não são caprichos do Pai da Casa, e sim regras para todos.

Por último, mas não menos importante, temos um vídeo que consideramos bem interessante para você assistir. Então, se tiver algum tempo livre, assista ele logo de seguida:

Encontrar um casa não é coisa fácil, precisamos saber onde estão nossos companheiros espirituais de trabalho, com os quais firmamos um acordo na espiritualidade, mas é bom que se saiba que seremos testados em casas que não nos agradam, isso porque é preciso que tenhamos conhecimento e estudo, o Guia nos ensina muito, mas precisamos fazer a nossa parte, só assim aceitaremos as regras e normas com o nosso coração.

Leia também: Como Consagrar a Quartinha na Umbanda?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *